quinta-feira, 18 de março de 2010

Artigo - A farsa da ETEC no Guarujá

Que os tucanos mentem tanto, que o nariz já ultrapassou o bico, é uma verdade. Agora, que toda uma sociedade se veja enganada, também, por seus próprios representantes, aí já é demais. Sempre que se fala em qualificação de jovens em Guarujá, as autoridades enchem o peito para falar daquilo o que não lhes pertence. Ou vêm com meias verdades.

Somos sabedores da excelência na formação de jovens do CAMPG, que não é uma instituição pública, como muitos governantes espertamente tentam fazer crer. Pior mesmo é o caso da ETEC Santos Dumont, situada na Vila Júlia, diretamente ligada ao Centro Estadual Paula Souza.
Lembro-me muito bem da luta para reabrir o curso de manutenção de aeronaves e da firme atuação do professor Gonçalves e de vários agentes políticos. Na época, fomos todos ao então Secretário Estadual de ciência e Tecnologia, João Carlos Meirelles, ele próprio um aviador.

Numa união de esforços, foi possível o retorno do curso, que à época contava com uma só turma. Havia a alternativa de criação de outros cursos, como na área de turismo, plenamente justificáveis, dada a nossa vocação natural. Mas, todos naquele momento se esforçaram em dizer que a prioridade era a ampliação do curso de manutenção de aeronaves.

O que vemos hoje é uma escola com a metade de suas vagas dedicadas ao ensino médio e não profissionalizante. O curso de manutenção com as mesmas 40 vagas e com o nepotismo campeando solto, vez que, marido e mulher estão em postos de direção e coordenação dos ensinos, técnico e médio.

A prefeitura, por seu turno, finge-se de avestruz, embora seja ela que paga os alugueres do prédio e ultimamente até ofereceu terreno lá no Jardim Progresso para a construção de uma ETEC. Pergunta-se: por que não um terreno perto da prefeitura, onde melhor serviria a toda a população?

Pergunta-se ainda à prefeita, que um dia foi professora: como concordar com uma “Escola Técnica”, em que metade das vagas é para o ensino médio? Por que até agora nada se fez para a implantação de cursos na área de petróleo e gás? Com a palavra, aqueles que têm por dever defender os interesses do nosso povo no Poder Executivo. Por enquanto, o sonho é, no mínimo, metade farsa.

Luis Carlos Romazzini

Um comentário:

ajaferre disse...

Bom Dia

Muito me admira parte de seus comentários. Em primeiro lugar, as Etec’s não foram criadas para atenderem apenas um único curso e sim para atender a comunidade. Para seu conhecimento se a Etec até hoje não não se expandiu mais , foi pela falta de espaço no prédio que foi destinado a nós pela Prefeitura, pelo convênio entre a mesma e o Centro Paula Souza, fato que vemos hoje um interesse muito grande pela gestão atual em possibilitar um espaço que atenda toda a comunidade e possibilite uma ampliação tanto física como de novos cursos.
Não sei se é de seu conhecimento , mas para ministrar aulas no Centro Paula Souza , por prazo indeterminado (CLT), o professor deve ser Graduado ou Licenciado. Hoje no curso de Manutenção de Aeronaves temos apenas um professor que é licenciado (não na área da infraestrutura) , os demais (ligados diretamente ao estudo das aeronaves) são técnicos (prazo determinado) o que faz com que esses profissionais lecionem por dois anos e após um interstício de seis meses , possam estar de volta a escola (CLT),o que dificulta muito na organização do curso, pois temos muita dificuldade em conseguir professores para tal curso .
Em relação a sua colocação das vagas ao Ensino Médio, isso nos deixa bastantes tristes pois o que vemos na Comunidade atendida, é uma total aceitação pelo nosso trabalho , onde procuramos através de professores capacitados e envolvidos com o Futuro de nossos jovens , fazer com que eles tenham não somente um ensino médio , mas sim um ENSINO MÉDIO de qualidade , fato que pode ser verificado com a sua visita para nos conhecer, e não apenas mandar vir aqui um de seus assessores que não sei o que ele lhe passou , mas pelo seu comentário acima, mostra que VS não tem o conhecimento Real do que é a Etec Alberto Santos Dumont, com os cursos Técnicos em Secretariado, Hospedagem, Turismo Receptivo , Manutenção Aeronáutica e o Ensino Médio.
Ainda para seu conhecimento fui convidado a implantar as classes descentralizadas da Etec Aristóteles Ferreira de Santos aqui no Guarujá no inicio do ano de 2006, após a criação da Etec Alberto Santos Dumont em 21 /07/2006, fui designado pela Diretora Superintendente do Centro Paula Souza como Diretor , fato que estou até hoje . No próximo dia 26, estarei completando 29 anos de magistério sempre ná área técnica , possuo uma graduação em Administração e três Licenciaturas em Eletrônica, Eletrotécnica e Administração, possuo a mesma pós-graduação de VS e com tudo isso acredita que venho fazendo um bom trabalho junto a esta comunidade, e quanto ao Nepotismo{ (do latim nepos, neto ou descendente) é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos. }, dito por VS , informo que a não é a minha esposa a Coordenadora do Ensino Médio e sim uma professora também concursada e com uma experiência de mais de 25 anos no trato da Matemática, mais de oito anos também de experiência na coordenação do Ensino Médio , é professora Responsável pela disciplina de Matémática nas escolas do Centro Paula Souza, e também para seu conhecimento a coordenação dos cursos é escolhida pelos próprios professores . Sr. Vereador a escola esta aberta para qualquer pessoa , e acredito que antes de fazermos qualquer comentário contra algo ou alguém , devemos ter uma base sólida para tecermos tais comentários. Ainda quanto a termos metade das vagas para o Ensino Médio , também vejo o total desconhecimento de VS em relação a nossa Escola . De um total de 305 vagas, 105 são para o Ensino Médio e 200 para o Técnico . Mais uma vez a sua assessoria não lhe passou a verdade .

Um abraço Prof. Antonio J. ALMEIDA Ferreira, Diretor Etec Alberto Santos Dumont - Guarujá – ajaferre@gmail.com

Postar um comentário